Olá visitante! Efetue o login para acessar sua conta.
Português (Brasil) Inglês (Estados Unidos) Espanhol (Espanha)
Apagar luzes
Acender luzes
Aumentar letra
Diminuir letra
Bulário Eletrônico (bula de remédios)

No bulário eletrônico (banco de dados com bula de remédios) você pode consultar a bula dos remédios e obter informações dos remédios que você compra em farmácias, todas organizadas em tópicos, como:

  • Apresentação, formas ou formulações dos remédios;
  • Composição - ingredientes e suas dosagens;
  • Informações ao paciente - como cuidados de armazenamento, prazo de validade;
  • Farmacocinética - o metabolismo do remédio no organismo;
  • Indicações e Contra indicações - condições em que pode ser usado ou deve ser evitado;
  • Precauções - cuidados a serem tomados durante o uso;
  • Gravidez - informações relacionadas ao uso durante a gestação e lactação;
  • Interações - dados sobre o uso concomitante com outras substâncias;
  • Reações adversas - efeitos colaterais possíveis ou esperados;
  • Posologia - dados sobre a dosagem e os intervalos de administração;
  • Supersodagem - sobre o uso excessivo ou em altas doses;
  • Informações adicionais;

Para pesquisar por uma bula, digite o nome do medicamento clique em "Pesquisar":

Lista de bula de remédios em ordem alfabética:

Deseja consultar o Preço do medicamento Revange ou semelhantes antes de fazer a compra na farmácia?
Para ver o preço, escolha uma das opções abaixo:

Revange - Bula

Bula do remédio Revange. Uso adulto. venda sob prescrição médica.

Formas Farmacêuticas e Apresentações

Comprimidos de 20 mg . Embalagem com 30 comprimidos..

Cápsulas de liberação sustentada de 50 mg. Embalagem com 30 cápsulas.

- COMPOSIÇÃO
Cada comprimido de REVANGE (mononitrato de isossorbida) 20 mg contém:
Mononitrato de isossorbida .................... 20 mg Excipiente q.s.p. .................... 1 comprimido (Amido de milho, Celulose microcristalina, Dióxido de silício,Croscamelose sódica, Estearato de magnésio, Lactose, Talco).

Cada cápsula de liberação sustentada de REVANGE SR (mononitrato de isossorbida) 50 mg contém:
Mononitrato de Isossorbida .................... 50 mg Excipiente q.s.p. .................... 1 cápsula (Sacarose, Amido de milho, Goma laca, Povidone, Polietilcelulose, Talco).

- INFORMAÇÕES AO PACIENTE
Ação esperada do medicamento: REVANGE (mononitrato de isossorbida) e REVANGE SR (mononitrato de isossorbida) estão indicados no tratamento a longo prazo da angina do peito e em situações que possam desencadear uma crise de angina.

Cuidados de armazenamento: : Este produto deve ser conservado ao abrigo do calor excessivo e da umidade.

Prazo de validade: Desde que sejam observados os cuidados de armazenamento, REVANGE e REVANGE SR (mononitrato de isossorbida) apresentam prazo de validade de 24 meses. Não utilize o produto após o vencimento do prazo de validade. INFORME AO SEU MÉDICO SE DURANTE O TRATAMENTO HOUVER OCORRÊNCIA DE GRAVIDEZ OU ESTIVER AMAMENTANDO.

Cuidados de administração:siga a orientação do seu médico respeitando sempre os horários, doses e duração do tratamento. INICIE A ADMINISTRAÇÃO DE REVANGE SR PELA INSCRIÇÃO INÍCIO EM CADA BLÍSTER. AS DEMAIS CÁPSULAS DEVEM SER ADMINISTRADaS SEQUENCIALMENTE DE ACORDO COM OS DIAS DA SEMANA.

Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações adversas: informe ao seu médico se houver aparecimento de reações desagradáveis. Durante o tratamento com mononitrato de isossorbida, podem ocorrer as seguintes reações: enrubescimento da pele do rosto, dor de cabeça (geralmente aliviada pelo uso de analgésicos ou pela redução temporária da dose do medicamento, e tende a desaparecer após 2 semanas a partir do início do tratamento), episódios passageiros de vertigem e fraqueza; raramente são observadas alterações do ritmo cardíaco e retardamento da freqüência cardíaca (diminuição do ritmo cardíaco) e síncope (perda repentina da consciência). "TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS".

Contra-indicações e precauções: REVANGE (mononitrato de isossorbida) e REVANGE SR (mononitrato de isossorbida) estão contra-indicado para pacientes com histórico de hipersensibilidade conhecida ao mononitrato de isossorbida e demais compostos contendo nitratos. - Avise seu médico se você for portador de glaucoma, anemia importante, cardiomiopatia hipertrófica, estenose aórtica ou tenha sofrido traumatismo craniano recente. - Recomenda-se o uso de mononitrato de isossorbida cerca de 1 hora antes ou duas horas após a ingestão de alimentos. O uso associado ao álcool pode levar ao aumento do efeito hipotensor (diminuição da pressão arterial). - Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento. - A segurança do uso de mononitrato de isossorbida em crianças não foi estabelecida. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Informações Técnicas

Modo de ação
Revange (mononitrato de isossorbida) e revange sr (mononitrato de isossorbida) tem como princípio ativo o mononitrato de isossorbida, que ao entrar na musculatura vascular lisa é convertido em óxido nítrico (no). o óxido nítrico ativa a guanilil ciclase, aumentando a síntese de monofosfato de guanosina cíclico (c-gmp). esta, estimula uma proteína-quinase que diminui os níveis de íons cálcio nas células musculares lisas com conseqüente relaxamento e vasodilatação.

Farmacodinâmica
Por sua ação direta sobre a circulação venosa e coronariana, ocorre um aumento do fluxo sanguíneo coronariano e redução da pré-carga; isto leva a uma diminuição do retorno venoso, com conseqüente redução do volume cardíaco, pressão de enchimento de ambos os ventrículos, pressão diastólica final de ventrículo esquerdo e consumo de oxigênio; ocorre também diminuição da pressão capilar pulmonar e pressão na artéria pulmonar. concomitantemente, há uma vasodilatação arterial por aumento da complacência e condutância arterial levando a uma diminuição da pressão arterial sistólica, principalmente em hipertensos, com redução da pós-carga e aumento da fração de ejeção ventricular.

Farmacocinética
O mononitrato de isossorbida possui rápida e completa absorção por via oral e não sofre efeito de primeira passagem no fígado. revange (mononitrato de isossorbida) comprimidos , apresenta biodisponibilidade de 93 a 100 %. seu início de ação ocorre gradativamente em 30 a 60 minutos e o pico de concentração sanguínea ocorre em 2,4 horas. tem duração de 6 horas e seus efeitos persistem por até 8 horas. revange sr (mononitrato de isossorbida) apresenta biodisponibilidade de 80 a 100%. seu início de ação é gradual e ocorre em 30-60 minutos. seu pico de concentração sanguínea ocorre em 3-4 horas e apresenta duração de 5 a 12 horas. portanto, tanto revange (mononitrato de isossorbida) comprimidos como revange sr (mononitrato de isossorbida) cápsulas é indicado para o tratamento à longo prazo de angina pectoris ou em situações que possam desencadear uma crise, como por exemplo, exercício físico. seus níveis de concentração terapêutica são de 100 a 500 ng/ml, sendo que níveis acima de 500 ng/ml não produzem efeitos hemodinâmicos adicionais. liga-se às proteínas plasmáticas em 4 %. o clearance plasmático total é de 115 a 140 ml/min. possui como metabólitos principais: isossorbida inativa - 37 %, glucuronidato - 25 % e sorbitol inativo - 7 %. sua excreção renal é de 78 % e menos que 1 % do mononitrato de isossorbida é eliminado sob a forma inalterada.

- indicações
Revange (mononitrato de isossorbida) comprimidos e revange sr (mononitrato de isossorbida) cápsulas são indicados:
Na angina pectoris (de esforço, repouso, vasoespástica, pós infarto do miocárdio).

Profilaxia em situações que possam desencadear uma crise de angina.

Na insuficiência cardíaca, em associação com cardiotônicos, diuréticos e inibidores da enzima de conversão da angiotensina.

- contra-indicações
Revange (mononitrato de isossorbida) e revange sr (mononitrato de isossorbida) é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida ao mononitrato de isossorbida e aos demais compostos contendo nitratos.

- precauções
Recomenda -se cautela quando administrados a pacientes com glaucoma (pode ocorrer aumento da pressão intra-ocular), anemia e hipotensão severas (pode agravar as condições hemodinâmicas), cardiomiopatia hipertrófica (aumento do grau de obstrução da via de saída de ventrículo esquerdo), estenose aórtica (pode ocorrer síncope ou pré-síncope); hemorragia cerebral e traumatismo craniano recente (aumento da área lesada por risco de hipotensão).

Não há necessidade de ajuste da dosagem em portadores de insuficiência hepática e renal ou em idosos. - a segurança do uso de mononitrato de isossorbida em crianças ainda não foi estabelecida.

- gravidez e lactação
O atenolol pode causar dano fetal quando administrado a mulheres grávidas, embora possa ser benéfico em certas situações como risco de vida ou falha com outros tratamentos anti-hipertensivos. ele atravessa a barreira placentária e aparece no sangue do cordão umbilical. sua administração iniciada no 2º trimestre de gestação tem sido associada com o nascimento de crianças pequenas para a idade gestacional.

O atenolol é excretado no leite materno e bradicardias clinicamente significativas têm sido relatadas em crianças em fase de lactação. deve-se avaliar riscos e benefícios quando da utilização de atenolol durante a gravidez.

Crianças prematuras ou aquelas com comprometimento da função renal tem uma probabilidade maior de desenvolver efeitos colaterais.

- interações medicamentosas
Contra-indicado o uso associado com sildenafil por seu potencial efeito hipotensor.

O uso concomitante de outros medicamentos vasodilatadores, anti-hipertensivos, antagonistas dos canais de cálcio, acetilcolina, anti-histamínicos, neurolépticos ou antidepressivos tricíclicos, assim como o álcool, pode reforçar o efeito redutor da pressão arterial. o uso concomitante com simpatomiméticos pode reduzir o efeito antianginoso.

Apresenta a velocidade de absorção diminuída por alimentos, sendo recomendada sua administração cerca de 1 hora antes ou duas horas após a ingestão de alimentos.

- reações adversas
Enrubescimento da pele do rosto, dor de cabeça (geralmente aliviada pelo uso de analgésicos ou pela redução temporária da dose do medicamento e tende a desaparecer após 2 semanas do início do tratamento).

Episódios passageiros de vertigem e fraqueza, além de outros sinais de isquemia cerebral associados à hipotensão postural. alguns indivíduos podem apresentar sensibilidade acentuada aos efeitos hipotensores dos nitratos, mesmo com a dose terapêutica usual.

Raramente podem ocorrer reações como náusea, vômito, insônia, palidez, sudorese e colapso circulatório; medidas que facilitem o retorno venoso (por exemplo : cabeça baixa, respiração profunda, movimento das extremidades) geralmente revertem estes sintomas.

-posologia
Comprimidos : a dose habitual varia de 10 a 40 mg, administrados de uma até três vezes ao dia, com intervalo de oito a nove horas entre as doses. recomenda- se que se inicie o tratamento com a menor dose eficaz e que esta seja aumentada gradativamente de acordo com a necessidade. deve ser deglutido sem mastigar, com um pouco de líquido.

Cápsulas de liberação sustentada: a dosagem habitual é de uma dose única diária de 50 mg de revange sr (mononitrato de isossorbida) ou dose dupla diária assimétrica, com um intervalo mínimo de 17 horas. deve ser deglutido sem mastigar, com um pouco de líquido.

Insuficiência hepática ou renal e idosos: não há necessidade de ajuste da dosagem para portadores de insuficiência hepática ou renal e para em idosos
Na hipertensão, estudos demonstram que doses diárias maiores que 100 mg não parecem produzir efeitos adicionais. porém, no controle da angina, alguns pacientes podem necessitar de doses de 200 mg/dia.

- gravidez e lactação
O uso deste medicamento está contra - indicado durante a gravidez e lactação, a menos que os benefícios esperados para a paciente superem os riscos potenciais para o feto, segundo critério médico. não há estudos sobre a excreção do mononitrato de isossorbida no leite materno. como muitas drogas são excretadas por essa via, a decisão entre interromper a amamentação ou o tratamento deve ser feita levando-se em consideração o benefício do medicamento para a mãe e o risco para a criança.

- conduta na superdose
Os efeitos de superdosagem de mononitrato de isossorbida são geralmente resultados da capacidade da droga de induzir vasodilatação e conseqüente hipotensão. dependendo da intensidade da dose ingerida, pode ocorrer hipotensão severa, taquicardia, fraqueza, tonturas, distúrbios visuais, dor de cabeça persistente, enrubescimento cutâneo, vertigem, síncope, náuseas, vômitos e diarréia.

Atenção: este produto é um novo medicamento e embora as pesquisas realizadas tenham indicado eficácia e segurança, quando corretamente indicado, podem ocorrer reações adversas imprevisíveis, ainda não descritas ou conhecidas. em caso de suspeita de reação adversa, o médico responsável deve ser notificado.

Laboratório

Laboratórios Biosintética Ltda.

Atenção: as informações sobre os remédios que estão contidas no bulário eletrônico devem ser utilizadas apenas como referência. Sempre dê preferência à bula que acompanha seu remédio e somente utilize remédios após consultar um profissional de saúde!
Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
Offline
Sobre o QR Code
Contato para parceria
Parceiros
Site: crm.org.br Site: portalsaude.saude.gov.br Site: SUS Site: www.brasil.gov.br